Trabalhar em casa - como a Covid-19 transformou os espaços

É inegável, um pouco por todo o mundo os efeitos da Covid-19 sentem-se de forma drástica, quer sejamos diretamente ou indiretamente impactados pela pandemia. Pela necessidade de nos autoisolarmos ou do obrigatório distanciamento social, voltamos a ter o lar no centro da nossa vivência. Trabalhar em casa passou a ser uma rotina para muitos de nós.

Se a pandemia também nos demonstra algo, é a tomarmos consciência dos ambientes domésticos. O dia-a-dia no escritório, as viagens em trabalho ou em lazer, o tempo que muitos de nós passam em hotéis, fez com que a casa se tornasse num lugar de passagem.

Em várias publicações especializadas, arquitetos e designers de interiores confirmam que a Covid-19 está já a redefinir a nossa ideia de casa. Trabalhar em casa, para muitos, transformou a forma como vivemos e tiramos partido dos espaços, passando neles mais tempo de qualidade.

Trabalhar em casa é a nova rotina
Trabalhar remotamente passou a ser a nova rotina um pouco por todo o mundo. Mas, também esta mudança exige disciplina. Especificamente na área em que trabalhamos, a Covid-19 exigiu um ajuste nas equipas, desde a produção ao design, numa locomotiva colaborativa que tem de seguir o caminho traçado e resolver questões continuamente. Com exceção da produção, diferentes equipas de escritório da MAAMI HOME estão a trabalhar em casa, conectando-se com as restantes e assegurando todo o planeamento.

Quando desenvolvemos algumas das nossas séries de escritório tivemos sempre em mente a fusão dos espaços de estar com as áreas de trabalho. É por isso que as nossas secretárias combinam materiais que permitem uma integração perfeita numa zona de estar, se for esse o caso. Nas nossas criações, pensamos em home offices práticos, com superfícies de fácil manutenção. A Draft Desk é um exemplo claro de um objeto que pode ser perfeitamente enquadrado tanto numa sala como num escritório, sem comprometer o alinhamento decorativo do espaço graças ao seu aspeto minimal e atemporal. 

A vida como a conhecemos está em pausa e sabemos que, em termos de produtividade, não é fácil manter as pessoas mentalmente conectadas. A Covid-19 alterou o nosso dia-a-dia, obrigando-nos a distanciarmo-nos e a mantermo-nos em casa. Talvez o passo seguinte seja mostrarmos mais apreço pelo ambiente doméstico. Enquanto designers de produto, pensamos cada vez mais em tornar os espaços confortáveis e eficientes. Seguros. Vemos, por isso, renovado o interesse pela dicotomia zona pública vs. privada e focamo-nos em assuntos que têm a ver com autossuficiência, flexibilidade, sustentabilidade, saúde, bem-estar e higiene.