3 tendências para acompanhar em Arquitetura e Decoração

O ano de 2020 trouxe-nos uma nova forma de estar e de viver a casa. O contexto que a todos apanhou, transformou os nossos espaços privados em palcos públicos. As salas em escritórios. Os sofás em salas de videoconferência. As cozinhas em mesas provisórias de trabalho. O mobiliário outrora decorativo ganhou uma funcionalidade improvisada que, em muitos casos, perdura e altera a forma como passamos a olhar para esta dimensão de bem-estar. Na senda deste novo estilo de viver, há três tendências que vai gostar de conhecer. Venha connosco. 

Os tons trendy acompanham a tendência do momento: wellness 

A nova economia é uma economia do bem-estar. Da tecnologia à moda, da saúde ao turismo, do design à arquitetura, assistimos a todo um movimento que tem no indivíduo, e na manifesta necessidade de auto-descoberta e auto-cuidado, a sua razão de ser. No design, na decoração e na arquitetura, este movimento assinala-se num equilíbrio harmonioso entre paletas de cores quentes que exaltam conforto e cosiness com apontamentos de luz brilhante. 

O ponto de convergência nas paletas de cor que vemos surgir é a vontade de criar um espaço de casa relaxante, perfeito para recarregar baterias e promover conforto e bem-estar. Tons quentes, mas serenos. Tons pastel suaves. Azuis e cinzas singelos, mas que contrastam com apontamentos de cores vivas e brilhantes.  

Para 2021, a Pantone escolheu um equilíbrio entre o neutro Ultimate Gray e o vigoroso amarelo Illuminate. Um casamento perfeito de cores com uma mensagem de força e esperança. Prático e sólido como uma rocha, mas, ao mesmo tempo, aconchegante e otimista. É a noção do tempo presente, mais profundo e reflexivo, mas com promessa de algo ensolarado porvir. 


Os estilos industriais ameaçam transformar-se no novo preto do design de interiores

Um estilo descomplicado que acompanha a grande tendência de passar mais tempo em casa. Uma mistura eclética de design moderno com apontamentos mais tradicionais como a pedra ou a azulejaria. A pujança de cores neutras, aqui e ali explodidas por apontamentos metálicos ou naturais brilhantes e aquecidos. A aposta em obras de interiores que têm que servir, simultaneamente, como locais para morar, trabalhar e entreter-se. 

Têxteis naturais, o balão de oxigénio na defesa contra o exterior e o adverso

A sustentabilidade já é, há muito, um “não negociável”. No segmento dos têxteis e da decoração há uma revolução latente. 
O contexto pandémico trouxe a desconfiança permanente e toda uma nova cultura de conhecimento e atenção no que respeita às caraterísticas dos tecidos. A grande tendência traz à ribalta: 

  • os tecidos antibacterianos; 
  • os tecidos naturais, suaves e leves; 
  • os tecidos reciclados;
  • os tecidos que absorvem o som, de resto uma tendência que vem sendo abraçada pela Hotelaria a nível mundial.

Tecidos como algodão orgânico, poliéster reciclado e linho de baixo impacto serão os principais candidatos às grandes tendências neste segmento em 2021. 

Aro e Handle Nature são duas peças feitas a partir do reaproveitamento de materiais e reforçam a importância do tema da sustentabilidade para a MAAMI HOME.

Edificar e renovar são as palavras que marcam o novo normal em 2021. É o momento para erigirmos uma nova realidade, mais unificada e conectada. 
Na MAAMI HOME seguimos atentamente estas tendências para integrar numa filosofia de ideação de peças progressivamente mais estética, funcional e significante. 

Em breve revelaremos a nossa própria interpretação destas tendências. Fique por aí connosco.